Perdeu o emprego?

25 jul 2016
efeito domino
Imagem: Efeito Sentido/Google

Aconteceu com você?

Perdeu seu emprego, e não foi por escolha sua?

Saiba que acontece nas melhores famílias!
Que é cada vez mais frequente termos em nossas vidas, familias, círculos de amizade pessoas desempregadas.

Antigamente era motivo de humilhação e vergonha para alguns, hoje é circunstancial!

Em 36 anos de carreira, já fiquei desempregada 4 vezes!
Duas dessas por opção, por escolha, por ter preferido ficar desempregada à mudança de cidade,  mesmo acompanhada de uma super promoção! Mas além de profissional, além da carreira, a maternidade falou mais alto!
Porém duas vezes eu fui desligada de empresas que AMAVA, amava meu trabalho, amava meu time, amava a cultura empresarial e estava me dedicando de corpo, mente e espírito aos resultados dessas empresas!
E numa dessas vezes, perdi meu emprego simultaneamente a estar com meu marido desempregado! E na época ele ficou desempregado por 4 longos anos!
Sim, faço parte da estatística das demissões do Governo Collor! (período de grande crise e de desemprego no Brasil e no Rio de Janeiro).
Sim, faço parte da estatística das mães que retornam de licença-maternidade e sentem o preconceito de ser desligada no dia do seu retorno ao trabalho.
Sim, também faço parte da estatística de demissões políticas, sem razões de competências técnicas, comportamentais e por deficiência de resultados, mas sim por não estar no lugar certo na hora certa, acontece!
E aconteceu comigo!

Ou seja, quer você queira a demissão, quer você não queira, ela pode acontecer, com você, comigo, com seu amigo que está para ser pai, com sua prima que estava planejamento uma gravidez, com seu irmão que tem filho especial, com seu compadre que está com a mãe em estado terminal, etc.

A vida não é justa?
Você sofreu uma enorme injustiça?
Porque foi com você?

Tudo isso é lícito pensar, mas as razões somente ficarão claras para você, com o tempo, com a vivência desse período e especialmente com o recomeço.
Para cada etapa dessas vivida e superada, quando você olhar para trás vai agradecer ter passado por ela.

Vai perdoar aquele chefe que  não pode segurar a sua vaga, que não conseguiu defender a sua permanência no time, que teve uma meta de corte de head-count/de orçamento e não teve saída….
Vai perdoar aquele chefe que “julgou” que você era o profissional mais forte, mais capacitado para passar por isso, ou que “avaliou” que naquele momento você era a pessoa certa para alçar novos vôos.
Vai perdoar aquele executivo que “perseguia” você, considerando a sua participação no time inadequada ao planejamento dele, considerava você um profissional crítico à conduta dele, uma ameaça, e quis retirá-lo do caminho, apagando a sua luz!

Com disse recentemente uma amiga executiva: é inacreditável o efeito dominó que um movimento de saída de um profissional para “novos desafios” pode trazer a uma empresa, a uma equipe, a um profissioanal.

Mudar dói!
E as mudanças são inevitáveis!
Crescer dói!
E o crescimento é tudo o que se espera de cada ser humano!

Use o momento do desemprego, especialmente os primeiros momentos após o desemprego, para repassar a vida e a carreira, coletar todos os feedbacks recebidos,  avaliar sua percepção dessa recente jornada e registrar tudo, absolutamente tudo o que você pode tirar de bom e de ruim dessa experiência!

Essa análise criteriosa desse processo que levou ao seu desligamento, será uma importante etapa para o seu recomeçar.
Recomeçar a procurar emprego.
Recomeçar e repensar sua conduta.
Recomeçar sua nova etapa de carreira.
Recomeçar a se desenvolver em treinamentos e capacitações.
Se reinventar!

Não sei se você leu o artigo de 22/07, segue o link:
https://www.projetandopessoas.com.br/procurando-emprego/

Também já escrevi sobre emprego e transformações de carreira  em:
– https://www.projetandopessoas.com.br/e-possivel-uma-demissao-sem-trauma/
– https://www.projetandopessoas.com.br/projecao_mes/ninguem-e-insubstituivel/
– https://www.projetandopessoas.com.br/a-procura-de-emprego/
– https://www.projetandopessoas.com.br/seu-emprego-e-perfeito-e-insuportavel-e-razoavel/
– https://www.projetandopessoas.com.br/emprego-e-carreira/
– https://www.projetandopessoas.com.br/trabalho-ou-emprego/
– https://www.projetandopessoas.com.br/qual-e-o-seu-kit-de-sobrevivencia/
– https://www.projetandopessoas.com.br/enxugando-o-orcamento/
– https://www.projetandopessoas.com.br/agora-mais-do-que-nunca/
– https://www.projetandopessoas.com.br/projecao_mes/filho-peixe-peixinho/

Venha acompanhar uma série de artigos que decidi preparar para você, que quer mudar, que precisa mudar, que quer superar as barreiras do desemprego e vencer a etapa de transição de emprego ou de carreira!

E se quiser deixar seu comentário no artigo contando suas vivências ou me escrever um email para debater o seu momento, seguem os contatos:

CF-projetando-pessoas-assinaturaNOVA