Projetar Pessoas por Fabiana Leite

19 jul 2018


1. Perfil do Entrevistado:

Nome: Fabiana Leite
Atividade desempenhada: Agile Coach Enterprise - Envolvendo 300 colaboradores em empresa de Telecomunicações, com atualmente 20 times ágeis

Descrição de sua experiência/perfil:

Agile Coach, realizando o coaching e mentoring para o desenvolvimento e alta performance dos colaboradores da diretoria de transformação Digital da Oi, usando de técnicas de facilitação, técnicas do coaching (Team, Executive, Leader e em alguns casos Life), treinamentos e orientações quanto uso das metodologias, framework e práticas ágeis (Scrum, Lean, kanban, LeanKanban, Design Thinking, Management 3.0, LESS e SAFE) e suporte a Gestão de conflitos e as mudanças. Scrum Master em times ágeis.

https://www.linkedin.com/in/fabiana-leite-39461b19/

2. Para você o que é Projetar Pessoas?

Projetar pessoas é fornecer a elas ferramentas de autoconhecimento para que possam aprimorar os seus softs Skills e maximizar as suas chances próprias de brilhar! Acredito que as pessoas têm potencial para atingir seus objetivos, basta canalizar o seu foco para aquilo que realmente importa para elas.

Já percebeu como as pessoas superam momentos de crises em sua vida e nesses passam a brilhar? Como quem perde um emprego, um grande amor... Esse movimento ocorre porque existem duas possibilidades fortes para a mudança de uma pessoa: A dor (ou medo) e a Paixão. Ambos sentimentos nos impulsionam a vivenciar e vencer a luta interna em prol de sair da zona de conforto e ser mais. A superação maior é quando você é melhor de si mesmo!

A recompensa de brilhar é só uma consequência.

Se a pessoa conhece os seus softs skills (habilidades e competências), tem atitude, valores, automotivação e mais o foco no que é importante, dificilmente não será uma pessoa de sucesso naquilo que ela considerar ser o sucesso.

E se você não acredita na minha fala, o que acha então de Jack Dorsey, fundador do Twiter quando disse: “Contrate pessoas apaixonadas. É a única coisa impossível de ensinar” logo, o que projeta pessoas é o que cada uma tem de melhor em si mesmas. Pense em quando você teve suas melhores conquistas, certamente foram a sua atitude e a inteligência emocional que te levou a maximizar o resultado e não o seu super no conhecimento numa determinada área.

Enfim, projetar as pessoas é ajudá-la a vencer seus medos e crenças e encontrar a paixão para realizar o que se pretende e para isso, uso técnicas de Coaching, PNL, empatia e mentoring para alavancar o resultado individual e do time.

3.Conte uma vivência aonde você foi projetado enquanto pessoa:

O ano de 2015, foi um ano muito especial para mim, não só porque estava grávida do meu filho e pelo desafio de ser mãe, mas porque estava trabalhando em um programa (conjunto de projetos) relevante para a empresa e foi quando atuante em um projeto, nosso cliente nos questionou sobre as nossas dificuldades de acompanhar as necessidades de mudanças e que vinham sempre atreladas a postergações de prazo, aumento de custos e que se continuássemos assim, nós e ele perderíamos o time de resposta que o mercado desejaria, ou seja foi o ano em que recebi mais oportunidade a de ser melhor para os clientes e consequente para os resultados da empresa.

Não sei se foi a sensibilidade da gravidez mas as palavras desse cliente mexeram muito comigo, provocaram em mim uma necessidade de mudar, fazer melhor, afinal de contas aquela pessoinha ainda crescendo em meu ventre precisava ter orgulho das realizações da mãe.

Nesse ano, nasceu meu filho e nasceu também uma vontade de me superar, foi assim que conheci o ágil. Em meio aos cuidados do meu filho e aos seus soninhos eu buscava algo que pudesse me dar respostas quanto aos questionamentos do então meu principal cliente.

A forma de gerenciamento ágil de projetos me dava as respostas e mais, me dava uma oportunidade de casar com a minha outra paixão que é a aplicação do Coach, nessa época já era Life Coach e estava cada vez mais impressionada com os benefícios da PNL. Em resumo foi assim que me tornei Agile Coach e hoje trabalho como consultora em uma diretoria com em torno de 400 pessoas, atuando em times ágeis para fazer a Transformação Digital.

O produto em que atuo recentemente é uma conjuntura de sistemas de forma a proporcionar uma solução que promova a melhor experiencia de compra e-commerce. Os desafios são muitos, porque envolve explicar ao cliente os produtos e serviços que a empresa possui de forma a atender diferentes personas desde as menos digitais até às novas gerações que já “nascem” digitais. A boa experiência deve ser uma oportunidade para todos, deve ser simples, clara e fácil de usar. E para isso o time precisa, além de conhecimento técnico, empatia com o cliente para proporcionar as soluções que atendam as necessidades E-commerce como por exemplo para a minha mãe que possui pouco contato digital até para meu filho que mesmo antes de andar já atua no celular buscando suas preferências. Olha a necessidade da ampliação dos softskills presente ai para o sucesso dessa implementação.

Assim, dessa forma fui projetada. Estou trabalhando com autonomia (algo que valorizo muito) e no que faço com paixão! Sabe quando toca aquela música no final dos gols do fantástico e você pensa “amanhã é segunda-feira” e no fundo, você percebe que há um sentimento bom, de poder realizar e aplicar as várias coisas que você pensou e leu no final de semana? Pois é... Assim que me sinto e isso é paixão, é o que explica aproveitar meus momentos de trânsito no metro ou ociosos pensando e projetando melhorias.
Ops workaholic? Não! Sei o quanto minha vida pessoal e equilíbrio são importantes para me superar a cada dia...Valorizo o tempo de diversão. Só para te mostrar que projetando pessoas sou feliz e esse é o meu sucesso. Como disse, a definição de sucesso para cada um é única e a sua definição é a certa para você!

4. Cite uma situação em que você pôde contribuir para a projeção de uma pessoa:

Meu papel hoje em alguns times é de Scrum Master e acredito estar projetando pessoas, quando usando meu potencial de coach, forte inteligência emocional, além da sensibilidade e respeito pelo outro, contribuo com o time, levando cada membro a seu tempo, sair da sua inercia e se propor a melhorar seus próprios resultados, pensar em time (pertencimento), aguentar pressão, ter inteligência emocional para ser criativos em suas soluções.
Projetar pessoas dá um retorno imediato para o resultado dos times ágeis e meu trabalho não é fácil, provocar a percepção do resultado de sair da condição de grupo e alcançar o pertencimento de um time, atuar de forma a elevar o nível de energia e entusiasmo das pessoas para que elas tenham forças diária para aguentar a pressão da entrega e fazer com a qualidade.
Dessa forma, acredito que minha atuação como Facilitador e Ágile Coach favorece ao aprendizado dos softSkills, autoconhecimento e para que os membros dos times tenham mais inteligência emocional, pertencimento, sentimento de donos, maturidade e foco no resultado.
Toda vez que as pessoas alcançam seus resultados e seus momentos felizes e foi por um pedacinho da minha contribuição me enche de alegria e me faz ter a certeza de que estou no caminho certo. Por isso quero aprender mais e fazer o meu melhor a cada dia. Esse é o meu momento de “empoderamento feminino”.
Times gratidão por fazerem parte da minha vida e por permitirem que eu faça parte das histórias de vocês.

5. Passe uma mensagem para o Projetando Pessoas:

“ O vencedor é aquele perdedor que tentou mais uma vez e que teve a coragem e capacidade de aprender com o seu erro”.
Errar é uma oportunidade de fazer o melhor daquele momento em diante. Aprenda com os erros. Siga em frente! Saiba que a vida nos dá outra chance (“para todo Game Over existe um Play Again”) .
Claro que se você se propor a “fatiar” as suas propostas de conquistas, o resultado vem menor escala, mas mais ágil e se não for bem sucedido aprenderá mais cedo e terá a sua 2ª chance mais rápido

6. Sugira o que gostaria de encontrar no Projetando Pessoas no próximo ano do Site:

Sandra continue com essa iniciativa maravilhosa!!!
Gostaria de ter o contato com as pessoas que possuem trabalhos afins, para possibilidades de trocas, tendo um “espaço” no site que promovesse essa troca.